Daniela Dytz - Fotografia de famílias

"Nunca é tarde demais para
ser aquilo que você
deveria ter sido"

George Elliot


Este é meu blog pessoal, onde publico meu trabalho,
conto um pouquinho sobre cada sessão fotográfica e outras coisinhas a mais ;)

Para me conhecer, acesse a guia "Quem sou eu".
Para me encontrar, clique em "Contatos".
Ou dê uma passadinha lá no site oficial, acessando a guia "Site".



domingo, 30 de outubro de 2011

Melhores momentos da gravidez: contando para as famílias

Sempre imaginei como seria contar para a família que estava grávida, principalmente para minha mãe. Acho que ansiava em poder compartilhar com ela desse privilégio: ser chamada de mãe. É uma sensação de parceria, de pertencer a uma nova classe, ter sua própria família, enfim, crescer.

Planejei e fiz como sempre sonhei. Fui a uma loja de roupinhas de bebê (tão bom entrar em um lugar assim quando é você que está esperando e não só pra comprar presentes para outras mamães), comprei dois pares de sapatinhos. Embrulhei cuidadosamente em duas caixinhas idênticas (uma para mamãe, outra para a sogrinha) e coloquei na mala.
Na quinta-feira fui para casa da minha mãe, em Caxias do Sul. Detalhe, o Pita só poderia ir no sábado, o que quer dizer que eu fiquei DOIS DIAS INTEIROS na casa dos meus pais sem contar a novidade pra eles. Foi punk! Mas aí, depois de longuíssimas 48 horas, o Pita chegou. Levamos minha sogra pra casa dos meus pais onde também estavam minhas duas avós. Lá reunimos todos no quintal e eu peguei as duas caixinhas. Levei para elas e entreguei uma para cada. O Pita estava ao meu lado. Falei: "abram ao mesmo tempo. Fomos nós que fizemos". Até hoje lembro da  minha mãe. Ela olhou bem pra mim e fez cara de 'não tô entendendo'. Aí tomou fôlego e perguntou:  "você tá grávida?". Eu acenei afirmando. Foi uma festa, todo mundo gritando de alegria, a vizinha até veio olhar na janela. Meu pai dizia: "são dois, tomara que sejam dois" haha. Minha mãe só falava: "por essa eu não esperava". Minha sogra também muito feliz nos abraçou. Aliás, todo mundo se abraçou, nós, meus pais, a sogra, as vós, meu irmão Rafa, foi tão lindo...

Logo que passou a euforia eu liguei pro meu irmão Thiago: "Thi, a mana tem uma novidade: tu vai ser titio!"
"Sério, mana? Hã, que legal" com aquele jeito calmo dele. Em seguida liguei pra cunhada: "Tita, tu vai ser tia!!!" (ela mesma contou sua emoção em um comentário ao post anterior).

No final da tarde, a Pati chegou em casa dizendo: "ó, já comprei uma roupinha para o bebê de vocês, agora só falta encomendar"... A cara dela de choque quando eu falei que já estava encomendado foi algo hehe. Minha prima-irmã vidente comprou o primeiro presentinho do baby sem sequer saber que eu estava grávida. Isso que é sintonia :)

Foi perfeito. Mas não podia ser diferente, afinal, com uma notícia dessas, quem não fica extasiado de felicidade?

Mas o finde ainda não havia acabado, muitas surpresas ainda estavam por vir. Assunto para o próximo post... :)

Eu e minha mãe linda: parceria e amor eternizados no clique do Nathan (http://www.nathancarvalho.com.br/)

4 comentários:

Anônimo disse...

Choreiii... muito lindo Dani! :D

Beijos, Pat!

Elize disse...

Ai, miga, foi muito emocionante o que jeito que tu contou pras famílias, vou copiar (qdo for a hora)! Não sabia essa parte da Pati. Bota sintonia nisso. Que máximo!

Dani Dytz disse...

Pat, querida, o body vermelho que tu deu pro Theo já não serve mais... Meu moço tá ficando grande! Guardei para o próximo Bebê Dytz hehe
Beijinho, saudades

Dani Dytz disse...

Pois é Li, preparei com muito carinho e valeu muito a pena.. Foi, sem dúvida, um dos momentos mais emocionantes da minha vida :)