Daniela Dytz - Fotografia de famílias

"Nunca é tarde demais para
ser aquilo que você
deveria ter sido"

George Elliot


Este é meu blog pessoal, onde publico meu trabalho,
conto um pouquinho sobre cada sessão fotográfica e outras coisinhas a mais ;)

Para me conhecer, acesse a guia "Quem sou eu".
Para me encontrar, clique em "Contatos".
Ou dê uma passadinha lá no site oficial, acessando a guia "Site".



sábado, 19 de novembro de 2011

Melhores momentos da gravidez: curry? BLEEERG!!

Ô povo, não abandonei o blog não... peguei foi uma mega gripe que me deixou meio sem rumo.  Tava aqui pensando no próximo post e lembrei da frase que todo mundo já ouviu: gravidez não é doença. Pronto, chegou minha inspiração. Dando sequência à série, vou contar pra vocês a história do curry.

Eu e Pita, aproveitando uma semaninha de feriados e férias embarcamos para Curaçao, para conhecer as tão famosas águas transparentes. Vôo direto, tranquilinho, tudibom, apesar do avião furreca. Escolhemos um hotel lindão, 'um pouco afastado' do centro da cidade. Chegamos lá, noite escuuuura, pegamos o carro já previamente alugado e com a Tom Tom instalada, rumamos pro hotel. O conceito caribenho de 'um pouco afastado' do centro é tipo o conceito brasiliense do 'fica aqui pertinho'. Levamos mais de uma hora pra chegar ao hotel, que estava localizado numa ponta da ilha. Confesso que já fiquei desconfortável. A primeira coisa que me veio à minha cabeça de mulher grávida paranóica: "hum... não tô vendo nenhum mercado por aqui". Maaaas tudo bem. Afinal, pra que mercado se você está em um resort maravilhoso na beira do mar, né?

Pois então, no dia seguinte, na hora do almoço, percebi duas coisas peculiares no cardápio. Primeiro que ele era compacto (leia-se meia dúzia de opções). Segundo que TUDO, absolutamente tudo, do sanduíche de queijo ao prato com lagosta e camarão eram temperados com curry. Veja bem, meu amigo, eu nunca tive nada contra qualquer tempero. No entanto, o Bebê Dytz, que até então estava tranquilo na barriga, resolveu demonstrar sua tremenda aversão ao tempero caribenho... e fez isso com bastante entusiasmo.

Rapaz, mas passei mal mal mal... enjoava só de respirar, já que o olfato aguçadíssimo da gravidinha sentia o cheiro do temperinho de longe. Barbaridade. Os dias foram passando e meu mau humor foi aumentando. Pobre Pita, acho que só teve sossego quando resolveu fazer um mergulho... embaixo d'água eu não podia incomodar hehe.

Para espairecer um pouco, na quarta-feira, fomos conhecer a Dolphin Academy... compramos um ticket para o mergulho com os bichos na sexta-feira. Aproveitamos para passear em Otrobanda, centro da cidade. Bonitinho lá, viu? Ótimo pra quem quer gastar uma graninha com perfumes, eletrônicos e afins, já que é tax free... (perfume? não, obrigada... Bebê Dytz tb não curte hehe).
Na volta, para meu alívio, encontramos um mercado. Ufa! Até miojo e ovo fiz o Pita comprar haha.

Sexta-feira chegou, eu já estava um pouco melhor, animadíssima para o mergulho. Tomamos café e o tempo fechou. Povo, pensa num temporal... então, foi muuuuito pior que isso. Para completar, descobrimos que o mergulho era proibido para mulheres 'embarazadas'. Tivemos que ir até lá onde ficava o tal show (na outra ponta da ilha) para pegar a grana de volta. Com a chuva, as ruas do centro de Curaçao começaram a encher, a alagar, a transbordar. Os carros dançavam na pista, em algumas ruas até flutuavam na correnteza. Maridão ÁS ao volante conseguiu superar os obstáculos e nos levar de volta, sãos e salvos, ao hotel.

Fala sério, ô viagenzinha micada essa... my God! Gravidez realmente não é doença, mas te coloca em cada situação... Fiquei com trauma do Caribe... ninguém merece, se ainda fosse Capão da Canoa, né? Humpf!

 Mas enfim, voltamos pra casa, a médica me receitou o milagroso Meclin, que tomei o primeiro trimestre inteiro e, voilà, tudo se resolveu. Exceto a aversão do Bebê Dytz ao curry... ah, essa durou até o quando o rapazinho veio ao mundo :)






   




6 comentários:

Elize disse...

Bota azar, ne, amiga! Passamos bem longe do curry qdo estivemos por lá.Lendo teu post só pensei: Pobre Pita. Temos que fazer uma viagenzinha juntas pro Caribe pra superar o trauma! Theozinho merece essa! Bjs

Silvia disse...

Poxa Dani...essa foi novidade pra mim. Com fotos tão lindas nem dava pra imaginar que vc tinha passado por tudo isso por la! Amei!!!

Angi disse...

Dani,
é verdade, vai entender os gostos dos bebês, se ainda fosse Capão Novo...rs
Eu tinha muuuuita ânsia, enjoava com tudo, mas não botava prá fora, o que achava péssimo, pq nunca passava...
Adorei as fotos!
Boa semana!
Beijos
P.S. Também tava numa gripe/resfriado...affe

Dani Dytz disse...

Adoro a Dindinha Elize! Falou em viagem tamo junto né, amiga? Hihi

Dani Dytz disse...

Tita, eu tava tão enjoada que nem pra tirar mais fotos me animei. Uma pena pq o lugar é lindo mesmo!
Beijo

Dani Dytz disse...

Ai, Angi, eu passei a mesma coisa que tu! Se não tomasse remédio não conseguia nem pensar em trabalhar. Uma tristeza!
Agora com essa gripe eu tava amamentando de máscara e o Theo achava que era brincadeira de 'cadê o nenê?'. HAHA